21 de set de 2014

Repensando

        Quanto tempo levamos para chegar até aqui?
        Quanto tempo passamos desenhando nossos planos, colocando personagens novos em cada nova página das nossas histórias, ou quanto tempo tivemos para revivê-las e contá-las novamente para parentes, filhos, netos...?
        Porque a cada passo que damos em qualquer das direções para a qual a vida nos aponta, já ficamos distante o bastante do que vivemos um segundo atrás.
        Quando olhamos para trás, revemos algumas das mais belas cenas com uma pontinha de vontade de voltar atrás...
...e repensar decisões.
...e reencontrar sorrisos perdidos no tempo.
...e reviver encontros.
       Nós vivemos nosso futuro,sem esquecer o que aprendemos.
       Nós vivemos novas histórias,sem deixar para trás o que já passamos.
       Nós perdemos nossas folhas ao poucos,mas não deixamos para trás as nossas raízes.
      Cada página virada não é, na verdade, um adeus. Receber uma fase nova, etapa por etapa da nossa vida, não é deixar de relembrar com gosto e amor o que vivemos tempos atrás. Não é esquecer quem passou e se fez importante nos nossos dias...
      Quando nos tornamos adultos, não quer dizer exatamente que esquecemos aquela criança brincalhona, sorridente, de sonhos e fantasias, tão magicamente encantadora que nós fomos. Não deixamos de lado aquele doce mundo infantil que nos abrigou quando queríamos ser médicos, advogados, professores, astronautas; fadas, bruxas, duendes e desenhos - porque, confesse para você mesmo, um dia você já quis ser um pouco de cada um desses.
       Mas nós crescemos.
       O tempo vem...
       E descobrimos que receber novas histórias, novos momentos, é colaborar com a evolução da nossa vida, além de nos permitirmos ser constantemente ativos e presentes na vida daqueles que também nos são importantes, e na rotina daqueles que para eles nós somos importantes.
       Olhe para trás quando tiver vontade.
       Reviva. Renasça um pouco a cada nova lembrança.
       
Não ter medo de chorar é um importante passo para saber o quão importante foi, é e poderá ser cada momento que vivemos.

7 de set de 2014

A vida ainda é maravilhosa


Quando o medo quiser fazer parte da roda, chame-o para dançar, mostre que a felicidade é tão bonita e segura, não há porque deixar de sonhar.
 A vida ainda é maravilhosa lá fora, ainda que as lágrimas caiam, ainda que o choro faça parte da alma, ainda que não reconheçamos o nosso valor.

Tudo tem propósito, somos aprendizes, do tempo, da dor, do amor, das mudanças, dos desvios, de tudo.
Aprendemos a cada momento, sobre o que está dentro de nós, sobre os sentimentos, sobre o porquê nascemos.
... E vivemos, uns menos serenos, outros pequenos, mas, mesmo assim em meio aos desafios, sempre sobrevivemos, porque o espírito clama por vitória e a vida é restauração constante, superação, brisa leve no final do dia, satisfação.
Pois, o todo é nosso, o infinito ainda faz parte de nós.

Vitor Ávila

3 de set de 2014

Recordando


Tu eras também uma pequena folha

que tremia no meu peito.

O vento da vida pôs-te ali.

A princípio não te vi: não soube

que ias comigo,

até que as tuas raízes

atravessaram o meu peito,

se uniram aos fios do meu sangue,

falaram pela minha boca,

floresceram comigo.

( Pablo Neruda ) 


"De repente tudo vai ficando tão simples que assusta.
 A gente vai perdendo as necessidades, vai reduzindo a bagagem.
 As opiniões dos outros são realmente dos outros, e mesmo que seja sobre NÓS, não tem importância. 
Vamos abrindo mão das certezas, pois já não temos certeza de nada. E isso não faz a menor falta.
Paramos de julgar, pois já não existe certo ou errado, e sim a vida que cada um escolheu experimentar.
 Por fim, entendemos que tudo o que importa é ter paz e sossego, é viver sem medo, é fazer o que me alegra, o que me faz bem, o que me faz feliz. É só."

Malu Moreira

30 de ago de 2014

Desabafo

Percorri um longo e tortuoso caminho
Rasguei pedaços e joguei-os ao vento
Poucos sentimentos me ficaram inteiros
Juntei os pedaços e aos poucos os fui colando, um a um.
Foi doído, mas aos poucos os sentimentos que restaram.
Foram tomando forma
Hoje poço dizer que tudo tem seu tempo, sua hora.


 Marinelma

27 de ago de 2014




TRATADO MANSO DE LOUCURA
Como amo a paz de estar comigo!
Essa fusão de alma-umbigo,
esse roteiro quente do meu sangue.
Eu que conheço cada palmo dos meus passos,
que me retenho e me disponho.
Faço dos versos meu avesso,
dos adversos, meu passado,
das alegrias, meu recomeço.
Deito liquefeita e, de repente,
amanheço solidificada.
Sou água, sou pedra,
às vezes nuvem,
às vezes nada.
Por ser inconstante e difusa,
enrolo e desenrolo essa vida
num movimento mágico e confuso,
admito ser ou não ser
e ser assim.
Como é bom sentir-me tão querida,
tão bem-amada e tão dividida,
eu resolvida inteiramente por mim!

© FLORA FIGUEIREDO
In Florescência, 1987

30 de jun de 2014


23 de jun de 2014

Cecilia Meireles


8 de jun de 2014

Sonhe

24 de mai de 2014

Meus desejos

Que o meu acordar, livre e em paz, seja o responsável por minhas atitudes no dia de hoje. 
Que eu tenha capacidade suficiente em discernir o que m
e faz bem ou não.
 Que eu tenha força e inteligência capaz de libertar de tudo o que prende e impede de ser feliz. 
Que eu possa, junto a quem me ama verdadeiramente, apreciar os momentos mais puros e sinceros, mesmo que para isto, tenhamos que passar por dificuldades.
 Que eu possa sorrir para a vida. Que eu possa estar em paz. 
Que eu possa ser sempre VERDADEIRA! Cada dia mais. 

E que a própria vida se encarregue de me livrar dos negativos!


(Cidinha Araujo)

26 de mar de 2014

Melancolia

O amor nunca morre de 

morte natural.

 Ele morre porque nós 

não sabemos como 

renovar a sua 

fonte.

 Morre de cegueira e dos 

erros e das traições . 

Morre de doença e das 

feridas;


 morre de exaustão, das 

devastações, da falta de brilho.


Anais Nin

10 de mar de 2014

CANÇÃO DE OUTONO

Perdoa-me, folha seca, 
não posso cuidar de ti.
Vim para amar neste mundo, 
e até do amor me perdi.

De que serviu tecer flores
pelas areias do chão, 
se havia gente dormindo 
sobre o própro coração?

E não pude levantá-la!
Choro pelo que não fiz.
E pela minha fraqueza
é que sou triste e infeliz.
Perdoa-me, folha seca!
Meus olhos sem força estão
velando e rogando áqueles 
que não se levantarão...

Tu és a folha de outono 
voante pelo jardim.
Deixo-te a minha saudade
- a melhor parte de mim.
Certa de que tudo é vão.
Que tudo é menos que o vento,
menos que as folhas do chão



15 de fev de 2014



"Não sei se estou perto ou 

longe 

demais, se peguei o 

rumo certo ou errado. 

Sei apenas que sigo em 

frente, vivendo dias iguais de 

forma diferente. 

Já não caminho mais 

sozinha, levo comigo cada 

recordação, cada vivência, 

cada lição. 

E, mesmo que tudo não ande da forma que eu 

gostaria, saber que já não sou a mesma de ontem
 

 Me faz perceber que valeu a pena."


Marcia Duarte 

19 de jan de 2014


Contemplo o lago mudo
que a brisa estremece
Não sei se penso em tudo
ou se o tudo me esquece

O lago nada me diz,
não sinto a brisa mexe-lo
Não sei se sou feliz
nem se desejo se-lo

Tremulos rincos risonhos
na agua adormecida
porque fiz eu dos sonhos
a minha única vida.

Fernando Pessoa
Amor Eterno

Tanto tempo se passou
Tantos sonhos realizados
Nosso amor aumentou
Os filhos hoje criados
Agora os filhos dos filhos
Nossos netos, espertos
Seguimos nossos caminhos
juntos, unidos pelo afeto
E um dia estaremos em um
quadro lindo abraçados
Os dois namorando 
Ai quantos carinhos
Quanta graça
Dois velhinhos
No banco da praça.
Eternizados
Para todo o sempre.
Unidos fomos por Deus.
E só ele vai nos separar. 


(Autor : Eduardo Animal)

9 de jan de 2014

Adele Set Fire To The Rain Lyrics Sub Español Video Official

8 de jan de 2014





















 Noite de calor...

E não há o que refresque.
Recolho então a "garrafinha" de água gelada e vou descansar...
   Tiro a "sapatilhas" e a "tiara"... abro "o" livro... leio antigas poesias que escrevi... e viajo em meus pensamentos.
Falam das flores da primavera... das gotas de orvalho sobre a pétala ainda em botão.
Falam da esperança do florescer... das sementes que "germinam" em canteiros pequeninos... cada qual com sua missão.
... Falam das cores... nuances... misturas... falam da fé de quem as plantou... na certeza de vê-las florir.
E, aos poucos, dou passagem ao sono... e me entrego, a DOCES sonhos... 
E sonho como a pequena bailarina que cresceu... e feito flor... floriu!***
Boa noite.*

Lu Andrade

1 de jan de 2014



“Sinto saudades 
de quem me deixou 
e de quem Eu deixei!

De quem disse que viria
e nem apareceu;
de quem apareceu correndo,
sem me conhecer direito,
de quem nunca vou ter 
a oportunidade de conhecer.”

Clarice Lispector

Páginas

Obrigado

Seguidores

Abrindo meu Blog hoje, não vi seu nome. Estou esperando sua visita!

Lais monterio



">

Maukie - the virtual cat

SharkBreak - Online Aquarium