24 de out de 2011





"Sonha, poeta!... O sonho é o entorpecente,
o mais sublime tóxico do mundo,
a morfina ideal do teu viver...
- sonha um sonho infinito, azul, profundo
Indefinidamente,
e esquece a vida que tu tens presente
pela vida maior que há no teu Ser! (...)

Não poderás viver ao chão pousado
porque escravo da terra tu não és...
- nasceste para o azul imensurado
para rasgar o céu de asas abertas,
não tendo ao solo acorrentado os pés! (...)

Sonha! Que este sonhar só bem te faz!
Sê sempre o mesmo:
Um louco!
Um incomum!
Não te sujeites a domínio algum
e que o teu sonho não acabe mais!"
Poesia retirada do Blog Poesia Vivida   ( Muito Linda)

0 comentários:

Postar um comentário

Páginas

Obrigado

Seguidores

Abrindo meu Blog hoje, não vi seu nome. Estou esperando sua visita!

Lais monterio



">

Maukie - the virtual cat

SharkBreak - Online Aquarium