2 de out de 2009

Poema de despedida

Um Adeus
Dois olhos, duas lágrimas.
Dois corpos, num só tormento.
Um amor destruído
Duas almas em sofrimentos.
Um adeus uma saudade.
Em um só caminhar
Um olhar vazio olha o nada
Já sem lágrimas para chorar.
Horas, dias vão passando.
Seu corpo cada dia mais cansado
Ficou só ali num canto
Com as lembranças do passado.
Autor: Jorge Kersting

0 comentários:

Postar um comentário

Páginas

Obrigado

Seguidores

Abrindo meu Blog hoje, não vi seu nome. Estou esperando sua visita!

Lais monterio



">

Maukie - the virtual cat

SharkBreak - Online Aquarium